Os factores que podem levar à irritação dos olhos são múltiplos. Entre estes contam, por exemplo, a inflamação das pálpebras ou da conjuntiva, alterações da película lacrimal ou várias influências ambientais, tais como, a radiação UV, o ar frio, o vento, o fumo ou a poeira. Para manter os olhos saudáveis e para prevenir possíveis irritações, é imprescindível ligar particular importância a uma higiene ocular diária.

Inflamação do bordo das pálpebras (blefarite)

A infestação por bactérias ou a infecção das glândulas sebáceas no bordo das pálpebras podem originar inflamações renitentes, as quais recidivam com frequência e estão associadas a uma produção elevada de secreções. As crostas e secreções secas que se formam no olho em consequência da doença precisam de ser removidas de forma cuidadosa e higiénica, para se atenuar os sintomas.

O olho seco

Este diagnóstico significa que o olho não está a ser lubrificado de forma adequada. A causa subsequente é uma produção de lágrimas insuficiente ou alterações na composição da película lacrimal. Uma higiene ocular diária e uma boa humidificação do olho podem ajudar a aliviar os sintomas do olho seco.

Inflamação da conjuntiva (conjuntivite)

No caso da conjuntivite, a conjuntiva, ou seja, a membrana que cobre a esclerótica do olho (parte branca do olho) incha e fica avermelhada. Os possíveis sintomas incluem ardor e a sensação de corpo estranho, associado a uma produção elevada de secreções. Uma higiene ocular correcta com toalhetes especiais proporciona também aqui alívio.

Cirurgias

Para reduzir o máximo possível o risco de infecções antes e após as cirurgias oculares e outros tratamentos oftalmológicos, deve prestar-se, precisamente nestas situações, particular importância a uma higiene ocular adequada.